24/04/2020 Dicas

Como resolver a insônia de forma natural, simples e eficiente


“Pessoas têm necessidade de quantidade de sono diferentes, mas as horas dormidas precisam trazer no dia seguinte a sensação de revigoramento. Sentir-se cansado e com períodos de sono durante o dia pode ser um sinal de que há um comprometimento da qualidade do sono. O excesso de preocupação com qualquer área da vida ou o medo exagerado por qualquer motivo pode ser um sinal de que o corpo precisa de ajuda para equilibrar essas emoções que podem levar à insônia”, alerta Daniel Alan Costa, naturopata, diretor da Escola Brasileira de Naturopatia e professor de Fitoterapia do curso de pós-graduação da USP.

Cromoterapia
Cor azul: a cor atua como um grande calmante podendo ser utilizada em casos agudos como dor, inflamações e alergias inclusive as de pele. Atua nos casos de stress, estafa, convalescença, pressão alta, obesidade, taquicardia, palpitação, nervosismo, insônia, ira, irritabilidade, temperamento agressivo, ciúme, medo, insegurança, ansiedade e agitação. “Importante ressaltar a necessidade de um ambiente completamente escuro, o breu total seria o ideal, uma vez que o principal hormônio do sono, a melatonina, precisa deste ambiente escuro para ser produzida em quantidades suficientes para garantir um sono de boa qualidade. Outras cores podem ser indicadas dependendo da causa da insônia e nesse caso o ideal é procurar um especialista”, alerta Costa.

Aromaterapia
Na aromaterapia, temos algumas revisões sistemáticas que citam várias essencias para o tratamento desta condição. Entre eles é unânime o de Lavanda (Lavandula angustifólia) que tem ação calmante e já tem uso comprovado para dor de cabeça, agitação, TPM, cólicas menstruais, ansiedade e depressão que também são causas da insônia.
Para aqueles indivíduos mais irritados, ou que vivem em ambientes estressores, os óleos de mandarina, bergamota e laranja doce tem indicações comprovadas em pesquisas científicas. Outros óleos com forte ação calmante que auxiliam no tratamento da insônia: Camomila romana, valeriana, manjerona, ylang-ylang e manjericão. Temos o óleo de Patchouli (Pogostemon cablin), cedro, menta arvensis, eucalipto que além de auxiliar na falta de concentração, alivia a ansiedade em condições relacionadas ao estresse. Se a causa da insônia for os distúrbios da menopausa, o óleo de Gerânio e Sálvia Esclaréia são excelentes para amenizar o desconforto deste período, contribuindo para melhorar a qualidade do sono.
“As propriedades harmonizadoras dos óleos essenciais vão oferecer um equilíbrio físico, mental e emocional duradouros, mas é importante lembrar que os óleos essenciais não podem ser usados diretamente na pele. Neste caso, a sugestão é o de inalar o aroma profundamente diretamente do vidro ou utilizar os colares aromatizadores individuais. Também podem ser usados em difusores para a casa estendendo o efeito para todos os integrantes da família, incluindo animais”, alerta o especialista.

Profº Daniel Alan Costa é especialista em Bases de Medicina Integrativa pelo Albert Einstein, professor de fitoterapia na USP, Naturopata, Acupunturista membro da WFCMS (World Federation Chinese Medicine Societies), coordenador do curso de pós-graduação em Naturopatia da UNIP e diretor da Escola Brasileira de Naturopatia. Crefitto 3 - 203298-F

As mais lidas